O que a criança pede

Family Eating Outdoors

Na maior parte do tempo em que estão com os adultos, as crianças pedem ou perguntam. Assim, atribuem a eles uma função importantíssima, a de quem lhes informa sobre as características da sociedade onde vivem,como devem se comportar, o que devem saber para ser como os demais.
Essas referências fornecidas pelos adultos que a educam são fundamentais para que a criança ocupe seu lugar nas relações familiares e sociais e crie para si um ideal do que deseja ser no futuro.
Quando aqueles que deveriam estar na função de educadores se omitem de fornecer essas referências, seja por desleixo, ou seja pelas melhores intenções de proporcionar “liberdade” à criança, deixam de contribuir para que esse ser em desenvolvimento se situe no contexto social.
Isso pode gerar angústia, depressão, desnorteamento, agressividade em excesso.
Atualmente é comum vermos crianças se comportando sem saber qual é o seu lugar nas relações sociais, o que é esperado delas. Desconhecem modos simples de agradecimento, gentilezas, saudações, ritos de alimentação, de coleguismo.
As convenções que alguns pais e educadores consideram arbitrárias, cerceadoras, constrangedoras, podem ser contornos necessários para a criança se sentir amparada
A falta desses limites pode deixá-la perdida no espaço coletivo, tornando-a uma pessoa que incomoda e mal recebida.
·

Marcia Arantes e Helena Grinover

F:(11)30343065

2 pensamentos sobre “O que a criança pede

  1. Mas não é importante que a criança seja criada com liberdade? A época do excesso de regras foi há muito tempo atrás, acho importante os filhos aprenderem a ser livres. E se uma criança for criada com muita e muito não, não vai ficar frustrada e se sentir pior que os coleguinhas?
    Fica meio dificil para uma mãe saber quando uma regra é boa e quando não é.
    Valquíria

  2. Não é mesmo fácil, no dia a dia, estabelecer regras. De modo geral, podemos dizer que regra boa é a que corresponde a uma expectativa social, que permite que os “humanos” convivam, e não a que corresponde apenas a caprichos dos pais, como por exemplo,”não quero que meu filho use amarelo porque não gosto dessa cor”.A cirança sabe bem a diferença entre os dois tipos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s