Começa a puberdade

puberdadeO pequeno indivíduo completa onze, doze anos e começam os questionamentos, as observações sobre os pais. As desobediências ficam fundamentadas, cheias de argumentos. Frases como:”mas você disse…”, “porque eu não posso?” ou “isso eu não vou fazer porque…” cansam os adultos. É o início da despedida da infância, começo de uma longa e radical mudança de posição frente a autoridade.
Se para as crianças é importante acreditar que os pais são fortes e sabem o que é bom ou ruim para elas, para os púberes e adolescentes será importante ir pouco a pouco desfazendo essa crença.

Começa a grande tarefa de se preparar para poder viver sem eles, portanto, é necessário “desbancar” os adultos.Neste período, quanto mais os adultos exigirem obediência cega, do tipo “vai obedecer porque eu estou mandando” mais submetido ou mais questionador o jovem poderá ficar. Se a posição dos adultos for de transmitir hábitos, história, leis, valores sociais, e não de impor os seus próprios desejos, eles irão inserir o futuro cidadão sem submeter a criança. Exemplo, banho é para ter saúde e odor atraente para os outros, e não porque “a mamãe manda”.Para se tornar adulto, é preciso que o adolescente separe as exigências e expectativas que recaem sobre ele dos desejos dos pais, e perceba que estes também estão submetidos ao contexto cultural. Por sua vez, pais podem ajudar muito nesse processo por meio da maneira como se deslocam em suas posições diante das mudanças dos filhos.

·

Helena Grinover e Marcia Arantes

http://marciaarantes.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s