Tô com medo!!!

Scared little girl

‘Não vou pro banheiro, lá tem a ‘loira do banheiro!’ ‘ Deixa a luz do quarto acesa, no escuro tem monstro!’ ‘Tenho medo de passar nesse corredor sozinha, a bruxa mora aí’.
De nada adianta explicar que bruxa não existe, ou que não tem monstro no quarto. O medo persiste e a reação da criança não deixa a menor dúvida de que está realmente apavorada. Curiosamente, todos esses personagens amedrontadores podem sumir se um adulto em quem a criança confia estiver junto. Estas mesmas crianças pedem que lhes contem infinitas vezes as estórias da Branca de Neve, Chapeuzinho Vermelho, Três Porquinhos, e morrem de medo da Madrasta, do Lobo Mau…Tapam os olhos e os ouvidos, mas ficam ali.
As estórias de medo contadas pelos adultos atraem e ajudam as crianças. Por quê? Há muitas respostas, vamos nos ater a uma que nos parece importante.
Embora o medo apareça durante a narração, a situação do ‘faz de conta’ e a esperança de um final feliz protegem o ouvinte que, desta maneira, pode ‘viver a aventura’ com mais coragem do que na vida real.
A criança, na sua imaginação, se relaciona com esses personagens ‘maus’, conversa com eles, enfrenta, desafia, vence os vilões. A partir disso, descobre maneiras de suportar o que de fato a amedronta: sua própria fragilidade. Nas estórias, o porquinho constrói uma casa mais forte, a madrasta invejosa perde o poder, o lobo mau é derrotado. Elas mostram os caminhos se abrindo para que o destino das personagens encontre uma saída satisfatória.
É importante que os momentos de pavor sejam respeitados, não sejam tratados como ‘invenções ridículas’, ‘bobagens’, ou com a atitude de ‘é bom não dar atenção’. E pode ser mais eficaz, no lugar de dizer que ‘na realidade fantasmas não existem’, perguntar ‘o que fazem os fantasmas’ ou ‘o que podemos fazer com eles’, abrindo espaço para conversas que geram saídas…
·

Marcia Arantes e Helena Grinover

Serviços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s