Vamos guardar os brinquedos?

ad410-78461573‘Acabou de brincar? Agora vamos guardar os brinquedos. Eu te ajudo!’ diz a mãe de Paulo, menininho de 2 anos. ‘Que lindos seus desenhos! Agora precisamos limpar as tintas e pincéis!’, diz a educadora de Carla, de 3 anos. ‘Hora de arrumar sua mochila! O que tem que levar prá escola hoje?’ pergunta o pai de Lucia, garotinha de 6 anos.
Sábios pais e educadores que estão ajudando as crianças a se ‘organizarem’. Trata-se um longo processo que se inicia por volta dos 2 anos e prossegue por toda a vida.
Quando a criança brinca, deve ficar mergulhada no mundo da fantasia, onde tudo se organiza de acordo com a imaginação: vale inventar cenários, ver o invisível, exprimir livremente as idéias. É um momento fundamental para o desenvolvimento da criatividade e da independência, nos quais os adultos não devem por ordem, apenas limites de proteção. Mas é igualmente fundamental ajudar a criança a fazer a passagem para o mundo da realidade no qual a organização proposta pelos adultos é necessária. A criança, ao ser solicitada a guardar os objetos com os quais está se divertindo, é estimulada a estabelecer essa passagem, o que inclui suportar certa dose de frustração…
No momento em que o tigre é colocado dentro do caixote de brinquedos deixa de ser a fera ameaçadora, e passa a ser um inerte bichinho de pelúcia… A arrumação dos objetos também ensina que, na realidade, eles não aparecem e desaparecem magicamente, portanto podem ser encontrados quando forem procurados, permitindo maior autonomia àqueles que os guardaram.
Requisitar os pequenos para essa tarefa é bastante trabalhoso; eles costumam resistir, ou fazer ainda mais ‘bagunça’ para reorganizar o que usaram. Frequentemente os adultos ficam tentados a dispensá-los, acreditando que  os estão poupando de uma tarefa pesada demais.
Nosso propósito é justamente lembrar a importância dessa solicitação. Quando a mãe do Paulo o estimula a guardar os brinquedos, está plantando as sementes que germinarão em capacidade de se concentrar e prestar atenção, planejar, estabelecer prioridades, realizar projetos. Vale a insistência!

·

Marcia Arantes e Helena Grinover

Serviços

4 pensamentos sobre “Vamos guardar os brinquedos?

  1. Perfeito. Compartilho das mesmas ideias. Foi por elas que escrevemos um livro auxiliando crianças a praticarem a “organização” desde cedo, pois isso terá reflexo na vida adulto.
    Belo texto. Parabéns e tomei a liberdade de publicá-lo no meu Blog: quemmexeunaminhabagunca.blogspot.com
    Abraço.

  2. Bom dia Helena e Márcia,

    Também compartilho as mesmas idéias. As vezes pensamos ser pesado demais tal trabalho. Pegamos e fazemos. Outras vezes por cansaço de insistir, preferimos colocar a mão do que ver a criança resistindo.
    Mas a persistência é que a deixará mais perto de ser uma criança organizada. Penso eu.

    Aqui, tenho uma menininha de 5 anos e meio. Não é o primor da organização. Temos que constantemente falar com ela pra guardar. Parece haver uma “preguiça” por parte deles.

    Muitas vezes pra ela não perder o estímulo, ajudo na organização dos brinquedos.
    – Mamãe guarda isso.. e você?
    Mas deixo a maior parte pra ela. Apenas um incentivo.

    O que cansa realmente é falar várias vezes. Mas sabemos que é preciso persistir nesse trabalho. E o que não é a educação sem persistência diária?

    Tenho um blog que relato seu desenvolvimento, comportamento, criatividades. Nada profissional. Apenas a vivência com minha pequena.

    Li esse artigo e associei ao meu.
    No seu quarto ela tem um cantinho pra cada coisa. E sabe onde colocar seus brinquedos e onde tirar.

    Fiz um post sobre isso:

    http://bolhinhasdesabaoparamaria.blogspot.com.br/2012/05/organizando-quarto-de-crianca.html

    Esses cantinhos facilitam muito a vida da gente..

    Parabéns e sucesso!

  3. usar brincadeiras na hora de arrumar também ajuda. Por exemplo: Brincar de fazer famílias, a dos lápis, a dos jogos, etc…É uma maneira de criar a passagem do mundo da fantasia para o da organização racional. Obrigada por sua contribuição. Helena

  4. As queixas frequentes de infelicidade por causa da falta de organização na vida nos levaram a pensar no assunto.As infindáveis ofertas na nossa sociedade de consumo ampliam a dificuldade de ordem psíquica. Obrigada por divulgar nosso texto. Helena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s