Haja paciência!

paciencia3

Quantas vezes os adultos `perdem os limites´ com as crianças? Muitas vezes, em seguida vem a culpa e o arrependimento, mas nada muda e no futuro volta a acontecer.

A palavra paciência significa ter conhecimento, ter ciência do que é passageiro. Indica  a capacidade de viver uma situação sabendo que ela fará parte do passado, o que permite usar a sabedoria para resolvê-la.

Diante de uma criança chorando, exigindo mais e mais, pedindo sem parar a mesma coisa, o adulto tem a sensação de que aquilo tudo não vai ter fim e…pronto! Impacientemente faz algo para `liquidar o assunto´.

Quando se perde a perspectiva de que o mundo gira e as coisas mudam, torna-se difícil manter a calma no cuidado dos pequenos que sofrem, justamente, da impossibilidade de ter essa perspectiva neles próprios.

O `limite´ dos pais e educadores varia muito e de maneira absolutamente aceitável, em função dos acontecimentos, fases da vida, etc. Os momentos em que os mais velhos esgotam a capacidade de tolerância têm um papel relevante no desenvolvimento das crianças: constituem um limite para elas também.  É importante que tenham essa experiência, os adultos humanos não aguentam além de um certo ponto.

Quando as cenas se repetem sem variação, trazendo o mesmo sofrimento, é um sinal de que os participantes estão presos, atuam sem escolha, comandados por uma força incontrolável que os domina. Nesses casos, um atendimento psicológico os tornará mais livres para optar e agir de outra maneira.

Helena Grinover e Marcia Arantes.

http://marciaarantes.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s