Câmera de vigilância

The_Simpsons_Movie_Screensaver

Num episódio dos “Simpsons’, a comunidade decide, por eleição, instalar câmeras de segurança por toda a cidade. O personagem Bart Simpson, usando de sua esperteza costumeira, descobre pontos cegos da câmera e faz o contorno da região sem filmagem. A noticia se espalha e, em breve, a maioria das pessoas deseja ocupar esse espaço… e se livrar da vigilância!

Para saber mais sobre essa busca de privacidade, podemos observar a atitude das crianças pequenas que, ao brincar, começam a falar baixinho consigo mesmas ou  interrompem o que estão fazendo quando alguém as surpreende. Isto ocorre porque estão fazendo algo errado, proibido? Na grande maioria das vezes, não. Trata-se de uma atividade importante, na qual a privacidade está a serviço da construção da identidade, do desenvolvimento da criatividade e atende à necessidade de independência do pensamento em relação ao domínio dos outros. A vigilância de uma câmera representa uma desconfiança constante e interfere nesse processo que com outras caracteristicas, continua vida a fora.

O olho eletrônico é um mecanismo de coerção leve, porém ininterrupto. Ele impõe um modo de agir segundo aquilo que o sujeito filmado acredita ser desejado pelos outros. As imagens revelam uma obediência que pode estar mais ligada ao medo e à submissão do que à conduta de caráter responsável.

A ação responsável resulta  de idéias e valores,  construídos nos laços familiares e sociais, feitos na convivência com pessoas significativas. São os adultos, na medida em que  enxergam a criança como um futuro cidadão digno de confiança, que podem transmitir a ela essa noção.

Como acreditar que  crianças extremamente vigiadas, que já se encontram previamente sob suspeita, se tornem adolescentes e adultos capazes de agir com liberdade, criatividade e responsabilidade para assumir a própria vida?

Pais e educadores que utilizam sistemas de vigilância eletrônicos devem refletir bastante sobre as vantagens de tais artefatos.

Helena Grinover e Marcia Arantes

2 pensamentos sobre “Câmera de vigilância

  1. Nunca é demais falar sobre este tema. Ele é importante porque nos fornece elementos para pensar a questão. A privacidade é condição de desenvolvimento. Precisamos dela. Winnicott conta como ficar só é uma necessidade fundamental para o ser humano. Deve ser aprendida. Obrigada pelo texto. Eva

    • pois é, estamos recebendo notícias de que famílias e escolas estão instalando cada vez mais essas cameras e não vemos essa ação acompanhada de uma reflexão. obrigada. Helena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s